Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, abril 11, 2012

Literatura Infantil [Provas N1]

A literatura infantil é composta de vários gêneros e subgêneros. De acordo com a classificação dos tipos textuais apresentados por Solé (1988 apud Costa, (2009), explique, com suas palavras, por que um conto de fadas é considerado um tipo narrativo.
Resp.: O conto de fadas e considerado um texto narrativo porque pressupõe de um desenvolvimento cronológico que aspira explicar alguns acontecimentos em uma determinada ordem, possui uma estrutura dialogal dentro da estrutura narrativa.
Cosson (2006 apud Costa 2009) Declara que o ato de ler passa por três etapas: antecipação, decifração e interpretação. Explique com suas palavras essas três etapas. Pg. 27
Costa (2009) afirma que projetos de leitura na escola apresentam um desafio: o desinteresse do discente pela leitura. Apresente, de acordo com a pesquisa de Cunha (1993 apud COSTA, 2009), alguns fatores sociais que propiciam essa alienação da cultura veiculada pelos livros.
Costa (2009) afirma que trabalhar com leitura deve ser feito através de vários tipos de textos e não somente os literários. Explique, com suas palavras, o papel de gêneros textuais menos complexos que têm a função de apenas informar, descrever etc. no desenvolvimento da leitura de gêneros mais complexos como os literários
Costa (2009) declara que instigar a criança à leitura demanda competência por parte do professor, apresente com suas palavras quais os desafios que o educador enfrenta nessa tarefa.
Resp.: Nesse trabalho o professor precisa capacitar para a escolha e a qualidade da leitura, contudo, ele enfrenta problemas de natureza diversa, como, o desinteresse dos adultos envolvidos e comprometidos, como professores, bibliotecários, pais, por ignorância do problema, o contexto sócio-econômico e todas as suas implicações. Outro aspecto importante a ser observado pelo professor é se a criança realmente tem condições de ler, pois se ela não estiver em condições de ler corretamente, a leitura constituirá uma frustração, que levará ao desestímulo irreversível, para tanto, o professor deve procurar tornar a leitura interessante aos olhos da criança, como fonte de surpresas e descobertas.
De acordo com Coelho (1991 apud COSTA, 2009), a fábula, o mito e a lenda são espécies literárias que não se confundem com a parábola, o apólogo, o romance policial e outros tipos de textos literários. Explique, com suas palavras, o que distingue a fábula dos outros textos.
De acordo com Costa (2009) as fabulas deram origem ao simbolismo animal. Apresente com suas palavras, alguns desses simbolismos.
Resp.: A raposa e o corvo significam esperteza; o lobo a força; o cordeiro a ingenuidade; o leão a valentia e a nobreza, e assim por diante.
De acordo com Costa (2009) as lendas se diferenciam das fábulas e dos mitos apesar de explicar também muitas vezes as experiências humanas através de fatos sobrenaturais. Explique com suas palavras então o que diferencia as lendas dos outros gêneros literários. Pg. 87
De acordo com Costa (2009), a função do leitor não mais é vista como de um receptor passivo, que busca entender o que o autor quis dizer no texto. Disserte, com suas palavras, como o papel do leitor é percebido hoje, principalmente devido à influência das teorias da recepção.
De acordo com Costa (2009), a visão do papel do leitor tem mudado devido os estudos recentes ligado a recepção e a analise do discurso. Dessa forma o leitor deixa de ter um papel secundário no ato de ler e passa a participar da formação de sentido do texto. Disserte com suas palavras, como a individualidade de cada leitor passa a contribuir na produção de significado em um texto.
Resp.: Atualmente as teorias da recepção de textos deslocam a importância do papel exercido pelo sentido e o significado do texto para o leitor, dessa forma o leitor deixa de ocupar um papel secundário, subordinado a vontade do autor do texto, passando a ocupar o papel principal de fonte de sentidos, as palavras de um texto vão recebendo os sentidos que um leitor, motivado por elas, atribui a essas palavras, pois um texto que não pode ser compreendido também não existe.
 Leal (2005 apud Costa, 2009) apresenta a concepção da biblioteca como um eixo estruturador do currículo escolar, o que leva a uma mudança do conceito de biblioteca, que é muitas vezes, vista como complementar.
Apresente, com suas palavras, qual é essa concepção de biblioteca apresentada pela autora.
         
Para Costa (2009) é necessário que o professor torne a leitura, aos olhos da criança interessante. Dessa forma a escolha de poemas deve ser criteriosa. Descreva com suas palavras as características dos poemas que devem atrair as crianças.
Resp.: Terão mais condições de interessar as crianças os poemas em que predomine a fantasia, a musicalidade e a imaginação, ou seja, quanto menos conceitual, mais atenderá ao espírito infantil.
Para Costa (2009), o ato de ler demanda conhecimento da linguagem; no entanto, não é esse o único conhecimento necessário. Disserte, com suas palavras, o papel do reconhecimentos dos diferentes tipos de texto no ato de leitura. Pg. 53
A compreensão durante o ato de ler está relacionada diretamente com o reconhecimento dos diferentes tipos de texto, portanto se quisermos que o aluno conquiste a independência no ato de ler, precisamos orientar sua leitura, já na fase inicial, para que ele entenda como proceder nas tarefas de construção de sentido nos textos que forem aparecendo em seu percurso escolar e de vida. Cabe lembrar, que o aluno deve estar consciente de que o processo de aprendizagem da leitura implica em tarefas mais complexas que contribuam para um objetivo pedagógico relevante para professor e aluno, com isso a criança estará formando-se como leitor, ou seja, estará construindo seu próprio saber sobre texto e leitura.
Para Costa é necessário que o professor torne a leitura aos olhos da criança  interessante.Dessa forma a escolha de poemas deve ser criteriosa . Descreva com suas palavras  as características dos poemas que devem atrair mais  as crianças?
Para Costa, a visão  do papel do leitor tem  mudado devido a estudos recentes ligados à recepção e a análise do discurso. Dessa forma,o leitor deixa de ter um papel secundário no ato de ler e passa a participar da formação do sentido do texto  Disserte com suas palavras  como a individualidade de cada leitor passa a contribuir na produção significativa em  um texto.
De acordo com Costa (2009), as lendas se diferenciam das fábulas e dos mitos apesar de querer explicar, tbém, muitas ve\es, as experiências humanas através de fatos sobrenaturais. Explique, com suas palavras, então, o que diferencia a lendas dos outros dois gêneros literários.
 Solé (1998 apud COSTA, 2009) classifica os tipos textuais em quatro: narrativo, descritivo, expositivo e instrutivo-indutivo. Apresente, com suas palavras, a diferença entre dois desses tipos.
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário!