segunda-feira, setembro 17, 2012

Atividade Enviada pela Colega Maria Henrique

EMPREENDEDORISMO
FACULDADE UCB/RJ
PEDAGOGIA-5º MÓDULO

Existem diverso tipos de empreendedores, poder-se-ia dizer que são eles: 
INTRODUÇÃO: Segundo Dornelas (2001), o empreendedorismo ganhou força no Brasil somente a partir da   década 1990, com a abertura da economia que propiciou a criação de entidades como SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio  às Micro e Pequenas Empresas) e SOFTEX(Sociedade Brasileira para Exportação de Software). Antes desse momento o termo
empreendedor era praticamente desconhecido e a criação de pequenas empresas era limitada,
em função do ambiente político e econômico nada propício do país. Porém, não significa que

DESENVOLVIMENTO:
EMPREENDEDOR NATO: Algumas de suas histórias são brilhantes e começaram do nada, iniciaram carreira muito jovem e possuem habilidades em vendas e negociações. São visionários, otimistas, estão à frente do seu tempo e comprometem-se 100% para realizar seus sonhos. Tem referências familiares e religiosas a exemplo disto pode-se citar: Assis Gurgacz, Pedro Mufatto e  Bill Gates.
·         Uma outra definição interessante é a de Schumpeter (citado por FILION,1999) onde expõe que "empreendedorismo está na percepção e aproveitamento das novas oportunidades no âmbito dos negócios ... sempre tem a ver com criar uma nova forma de uso dos recursos nacionais, em que eles sejam deslocados de seu emprego tradicional e sujeitos a novas combinações.Pode-se citar neste exemplo oEMPREENDEDOR QUE APRENDE( inesperado)”. Tipo muito comum, é uma pessoa que tomou a decisão  de mudar na vida e se dedicar ao próprio negócio. Pessoa que aprende a lidar com novas situações e que demorou em dar esse passo em espera de um bom emprego e  se desprende de sonhos antigos para  se envolver em todas as atividades  de um negócio próprio.
·         O mesmo Joseph Schumpeter (1949), ainda acrescenta que  “o empreendedor é aquele que destrói a ordem econômica existente pela introdução de novos produtos e serviços, pela criação de novas formas de organização ou pela exploração de novos recursos materiais”, pode-se dizer que seria do tipo “EMPREENDEDOR SERIAL ( cria novos negócios)”.É aquele que admira sua própria criação, não se contenta em criar e ficar à frente de novos desafios . Pessoa dinâmica que gosta de lideras novas equipes, participar de eventos e fazer networking. Sua habilidade maior é acreditar nas oportunidades e não descansar enquanto não as vir implementadas. Quando existe algum fracasso estas servem de estímulo para a superação do próximo desafio.
·         EMPREENDEDOR CORPORATIVO: Bastante em evidencia nos últimos tempos pela renovação e criação de novos negócios, são hábeis  comunicadores e vendedores de suas idéias, desenvolvem seu networking dentro e fora  do negócio.São convincentes e ambiciosos, sabem se auto promover.
·         EMPREENDEDOR SOCIAL: Almeja sempre construir um mundo melhor para as pessoas , são humanitários e comprometidos, sonham em mudar o mundo e trabalham intensificando melhorias em seu entorno . Entre todos os tipos este é o único que  não busca um patrimônio  financeiro ou não almeja rios de dinheiro pra si, prefere partilhar seus recursos no desenvolvimento das pessoas.
·         Segundo definição de Barreto (1998) "empreendedorismo é a habilidade de se conceber e estabelecer algo partindo de muito pouco ou quase nada", assim Barretos enfatiza a grande importância do trabalho, além da capacidade de maximizar recursos. Pode-se dizer que esta fala de Barreto se encaixa no tipo “EMPREENDEDOR  POR NECESSIDADE”, que é  o que não tem outra  alternativa, não tem outra opção ou não tem acesso ao mercado de trabalho e sem recurso se envolve no negócio informal,presta serviço e   consegue retorno financeiro. Em particular, cita-se esta como a situação mais atual, a busca da sobrevivência em meio a um mundo que pouco lhe oferece os recursos mais básicos como educação, e condições para empreender.
·         EMPREENDEDOR HERDEIRO  (sucesso familiar):É o que herda tudo de bens da família, inclusive os negócios e retém a missão de o levar à frente e com sucesso . São destinados aos grandes impérios construídos pela família seguindo seus passos e tem o objetivo de passá-lo de para a próxima  geração. Entre eles tem o que segue as regras familiares e os que inovam, investem em novos recursos fugindo da obediência hierárquica e criando uma independência, assim sendo busca apoio externo se especializando em cursos ou recursos extra-familiares.
·         Para Angelo (2003) "empreendedorismo é a criação de valor por pessoas e organizações trabalhando juntas para implementar uma idéia por meio da aplicação de criatividade, capacidade de transformar e o desejo de tomar aquilo que comumente se chamaria de risco".Parece um pouco com o tipoEMPREENDEDOR NORMAL (planejado)”:é aquele que planejou ser um empreendedor aumentando a probabilidade  de um negócio bem sucedido. É  dito, aquele que faz a lição de casa, atento,preocupado em minimizar riscos, a pessoa normal, seria o mais completo do ponto de vista da definição de empreendedor e o que a teria como referencia a ser seguida, mas, ainda não é o tipo mais considerável entre os empreendedores.
·         Segundo Timmons (citado por DOLABELA, 2006), "o empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi para o século 20", ao comparar com a revolução industrial, a grande responsável por radicais mudanças no século 20, demonstra o grau de importância para a sociedade do tema empreendedorismo.
·         O empreendedorismo tem deixado de ser visto somente como um campo específico para o surgimento de novas empresas ou novos negócios. Trata-se de uma área administrativa que precisa estar presente no dia-a-dia de toda organização que tenha por visão manter-se ativa e não se tornar obsoleta. Para isso, tornam-se mais do que necessários a educação e o treinamento hábil de novos profissionais empreendedores, criando-se uma estrutura apta, que motive a inovação e que qualifique os mesmos para que possuam uma base sólida, que possam gerar empreendimentos consistentes e viáveis. Mesmo aqueles que vislumbram iniciar o seu próprio empreendedorismo, por sua conta e risco, devem procurar orientações para isso, para que assim maximizem suas garantias de sucesso e minimizem as altas taxas de mortalidade prematuras de novos negócios.

Considerações Finais:O empreendedor tem como característica básica o espírito criativo e pesquisador. Ele está constantemente buscando novos caminhos e novas soluções, sempre tendo em vista as necessidades das pessoas.A essência do empresário de sucesso é a busca de novos negócios e oportunidades e a preocupação sempre presente com a melhoria do produto. Enquanto a maior parte das pessoas tende a enxergar apenas dificuldades e insucessos, o empreendedor deve ser otimista e buscar o sucesso, apesar das dificuldades. Descobrir em nós um perfil empreendedor não é tarefa fácil pois, o medo do desconhecido, de correr riscos muitas vezes fazem com que deixemos de empreender, te ter o próprio negócio. Mas o “empreendedor” pode estar dentro de nós é se conseguirmos encontrar nosso potencial então poderemos mudar nossas vidas e de outras pessoas.
Graças ao empreendedor, seja ele pequeno, médio ou grande, o Brasil e o mundo tem as “riquezas” das quais desfrutamos. Desde a revolução industrial quando o homem conheceu as máquinas e as novas tecnologias, pessoas ousadas que conseguem ver onde ninguém vê, realizam determinada atividade, seja ela de produção, na prestação de serviços, agricultura, etc. A partir de um pequeno negócio, conseguem construir um império. Calculam o risco de um empreendimento de forma moderada. Muitas pessoas pensam em iniciar o próprio negócio e muitas vezes sem fazer o plano de negócios para buscar financiamento, sem buscar apoio em alguma instituição, como o Sebrae; muitas vezes não analisam nem o meio onde está inserido. Muitas vezes apenas tem uma boa ideia, mas não tem planejamento. Pode estar pensando em fazer algo “por conta” apenas para apagar a frustração que tem com o próprio emprego. Não tem um sonho a realizar e sim apenas uma atividade a fazer. Essas pessoas estão correndo sério risco de fracassar com seu novo empreendimento.
Empreender é ser persistente, é aprender como o próprio erro, e enxergar uma oportunidade onde ninguém vê. Atender as expectativas dos clientes, buscando diferenciais; é ser flexível na forma de pagamento oferecida, divulgar o produto, cativar o cliente; cuidar das questões legais, como impostos. É se atualizar sempre.
 Temos muitos exemplos de empresários que lutaram, e que apesar das dificuldades de sua época, conseguiram atingir o sucesso. Empreender é ter paixão naquilo que vai realizar é pensar em construir uma sociedade com mais oportunidades, e sem agredir o meio ambiente é pensar nas pessoas e no planeta. Ter sonhos e ousar realizá-los.
·         Referências Bibliográficas:www.webartigos.com
BIBLIOGRAFIA:

ANGELO, Bom (2003, p. 25) (2003) O empreendedorismo corporativo como estratégia de gestão em
organizações contemporâneas. Disponível em : http://www.abepro.org.br/biblioteca/ENEGEP2005_Enegep0707_1043.pdf Acessado dia 08/04/12

DEGEN, Ronald Jean. O empreendedor: fundamentos da iniciativa empresarial. São
Paulo: Ed. McGraw-Hill, disponível em  http://br.linkedin.com/in/ronaldjeandegen, acessado dia 29/03/12

DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo na prática. Disponível em:   

DORNELAS,José Carlos Assis. Empreendedorismo -Transformando idéias em negócios.3.ed.Rio de janeiro: Elsevier, 2008. Acessado em 08/04/12

DOLABELA, Fernando. Oficina do empreendedor. São Paulo, 1999.disponível em http://www.prac.ufpb.br/anais/Icbeu_anais/anais/tecnologia/empreendedorismo.pdf, acessado dia 06/04/12.

FELIPPE, Maria Inês. Empreendedorismo: O EMPREENDEDOR E A CRIATIVIDADE: UM CASAMENTO PERFEITO. São Paulo,1996,disponível : http://www.mariainesfelipe.com.br/artigos/artigos.asp?registro=77 acessado dia 06/04/12

ASSIS, José Carlos. Empreendedorismo corporativo: como ser empreendedor, inovar e se diferenciar em organizações estabelecidas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. Disponível em

 Paulo,1996,v.4,n.16, p10-12. (suplemento). 4 idem, Ibidem. Documento adquirido na Biblioteca Temática do Empreendedor – Disponível em :SEBRAE http://www.bte.com.br ... acessado dia 06/04/12

SCHUMPETER, 1949, apud DORNELAS, 2001, p.37. Disponível em :


 TIMMONS, 1994 apud DOLABELA, 2006, p.26) Disponível em : http://keillalopes.files.wordpress.com/2010/05/aula-1-texto-conceitos-de-empreendedorismo.pdf acessado dia 06/04/12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

Postagem em destaque

Entre em contato e peça um orçamento!.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...