quinta-feira, setembro 13, 2012

Prova N2

ANTROPOLOGIA CULTURAL

1. LEIA COM ATENÇÃO O TRECHO A SEGUIR.



  • Os quilombos, ou seja, estabelecimentos de negros que escapavam da escravidão pela fuga e recompunham, no Brasil, formas de organização social semelhantes às africanas, existiam às centenas no Brasil colonial. Palmares – uma rede de povoados situada em uma região que hoje corresponde em parte ao estado de Alagoas, com vários milhares de habitantes [...] Formado no início do século XVII, resistiu aos ataques de portugueses e holandeses por quase 100 anos, vindo a sucumbir, em 1695, às tropas sob o comando de Domingos Jorge Velho.
    (FAUSTO, Boris. História do Brasil. 9. ed. São Paulo: Edusp/FDE, 2001, p. 52)

    Segundo este trecho, é correto afirmar que:

  •  os africanos, assim como os índios, resistiam à opressão de seus senhores de diversas maneiras. Alguns indivíduos, ao se verem longe de sua terra, sem família, em um ambiente estranho e hostil, acabavam cometendo o suicídio. Muitas mulheres, para não gerarem filhos que herdariam a escravidão e indiferenças, provocavam o aborto. No entanto, depois de um tempo eles aceitavam passivamente a escravidão. Mesmo assim, alguns trabalhadores em regime de escravidão escapavam para o interior e formavam aldeias de escravos fugidos chamadas de quilombos, mas essas comunidades não conseguiam se manter sozinhas.
  •  os africanos, assim como os índios, resistiam à opressão de seus senhores de diversas maneiras. Utilizavam-se da sabotagem, quebrando os equipamentos da produção. Alguns indivíduos, ao se verem longe de sua terra, sem família, em um ambiente estranho e hostil, acabavam cometendo o suicídio. Muitas mulheres, para não gerarem filhos que herdariam a escravidão e indiferenças, provocavam o aborto. Mesmo com toda a vigilância, os trabalhadores em regime de escravidão também escapavam para o interior e alguns formavam comunidades subsistentes compostas por escravos fugidos, as quais eram chamadas de quilombos.
  •  os africanos, assim como os índios, não resistiam à opressão de seus senhores de diversas maneiras. Utilizavam-se da sabotagem, quebrando os equipamentos da produção. Alguns indivíduos, ao se verem longe de sua terra, sem família, em um ambiente estranho e hostil, acabavam cometendo o suicídio. Muitas mulheres, para não gerarem filhos que herdariam a escravidão e indiferenças, provocavam o aborto. Mesmo com toda a vigilância, os trabalhadores em regime de escravidão também escapavam para o interior e alguns formavam comunidades subsistentes compostas por escravos fugidos, as quais eram chamadas de quilombos.
  •  os africanos, assim como os índios, não resistiam à opressão de seus senhores. Assim, é errôneo dizer que eles utilizavam-se da sabotagem, quebrando os equipamentos da produção. Alguns indivíduos, ao se verem longe de sua terra, sem família, em um ambiente estranho e hostil, acabavam cometendo o suicídio. Muitas mulheres, para não gerarem filhos que herdariam a escravidão e indiferenças, provocavam o aborto. Mesmo com toda a vigilância, os trabalhadores em regime de escravidão escapavam para o interior, e alguns formavam comunidades subsistentes compostas por escravos fugidos, as quais eram chamadas de quilombos, mas logo voltavam para as fazendas.

2. LEIA O TRECHO ABAIXO.



  • "É a aprendizagem e estabilidade de uma cultura, ou seja, cada indivíduo recebe as crenças, os modos de vida da sociedade a que pertence, o comportamento, hábitos e valores. A sociedade controla os atos, comportamentos e atitudes de seus membros".

    Esse trecho aborda:

  •  a endoculturação.
  •  o etnocentrismo.
  •  o sincretismo.
  •  a cultura imaterial.

3. LEIA O TRECHO ABAIXO, SOBRE UMA DAS MANEIRAS QUE A HUMANIDADE USOU PARA EXPLICAR A REALIDADE.



  • Narra as experiências de vida de uma determinada sociedade em uma determinada época. É uma busca interior, por meio da capacidade do homem para criar e cultivar o que há de comum no seio de toda a humanidade. Ou seja, não explicar fatos de uma forma racionalmente analítica, mas entender o sentido genuíno do existir.

    Essa explicação é:

  •  filosófica.
  •  científica.
  •  teológica.
  •  mitológica.

4. POR QUE É ERRÔNEA A EXPLICAÇÃO, NA HISTÓRIA DE TARZAN APRESENTADA NO CINEMA, SOBRE COMO UM HOMEM PODERIA SER CRIADO NO ISOLAMENTO?


  •  Porque Tarzan não compreendia a linguagem dos animais e portanto não poderia viver tantos anos na selva sem correr perigo.
  •  Porque Tarzan desenvolveu sua inteligência com os animais da floresta, que o ensinaram como deve agir e iniciaram o seu processo de humanização.
  •  Porque o protagonista da história não deixou quaisquer vestígios que sirvam para comprovar a sua existência.
  •  Porque é impossível um ser humano que não tenha sido inserido em um grupo social iniciar o seu processo de humanização.


ESCOLA E SOCIEDADE

1. UM TIPO DE CONHECIMENTO QUE SE CONSIDERA UMA VERDADE DADA E IMUTÁVEL É:


  •  Um dogma.
  •  Um saber subjetivo.
  •  Uma crítica.
  •  Um relativismo.

2. COM RELAÇÃO AO PACTO SOCIAL DE PAZ QUE ESTABELECEM OS HOMENS, PODEMOS AFIRMAR QUE:


  •  trata-se de uma convenção social que, na prática, não se realiza.
  •  trata-se de um contrato que estabelecemos por medo.
  •  trata-se do fato de que não temos propensão à guerra.
  •  trata-se, na verdade, de uma forma de guerra sem contrato.

3. A VIOLÊNCIA NA ESCOLA:


  •  é desencadeada tanto por resultantes da violência escolar, como a social.
  •  é um reflexo exclusivo da violência social, com influência dos meios midiáticos.
  •  é uma resultante exclusiva do modo como os alunos se tratam entre si.
  •  é um fenômeno que ainda não pode ser compreendido por uma abordagem social.

4. NAS SOCIEDADES, AS FORMAS DE GOVERNO PODEM SER CORROMPIDAS.



  • As degenerações do poder na monarquia, na aristocracia e na democracia são, respectivamente:

  •  tirania, corrupção e plutocracia.
  •  plutocracia, tirania e corrupção.
  •  oligarquia, corrupção e tirania.
  •  tirania, oligarquia e corrupção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

Postagem em destaque

Entre em contato e peça um orçamento!.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...