quinta-feira, novembro 08, 2012

Prova N2

GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO

1. Antônio Nóvoa, ao tratar da formação da identidade do professor, fala em 3 As, que são


  • adesão, autoconsciência e assertividade.
  • articulação, autonomia e ação.
  • autoconsciência, apego e autodeterminação.
  • adesão, autonomia e autoconsciência.

2. Segue abaixo:



  • A síndrome Burnout é uma resposta ao estresse ocupacional crônico e se caracteriza pela desmotivação, pelo desinteresse, pelo mal-estar interno ou insatisfação ocupacional que parece afetar, em variados graus, profissionais que lidam com outras pessoas, que resolvem problemas dos outros, como médicos, carcereiros, assistentes sociais, comerciários, pessoas que atendem o público, enfermeiros, funcionários de departamento pessoal, telemarketing, bombeiros e, principalmente, professores. Embora os efeitos sejam danosos, é possível que ele termine com o chamado Fenômeno Fênix. Isso significa que o professor

  • enfrenta o Fenômeno Fênix como o início do processo da síndrome de Burnout.
  • termina como a fênix, consumindo-se em chamas, "queimando completamente até a incineração completa", como o próprio termo burnout significa.
  • só enfrenta o Fenômeno Fênix se tiver uma estrutura neurótica de personalidade já instalada.
  • pode recuperar-se e retomar o prazer no trabalho, como uma fênix - ave mitológica grega - que renasce das cinzas.

3. Observe:



  • Para César Coll, a elaboração curricular deve levar em conta a análise da realidade operada com referenciais específicos. O autor fala de quatro referenciais. O primeiro é o socioantropológico, que considera os diferentes aspectos da realidade social em que o currículo será aplicado; o segundo é o psicológico, que se volta para o desenvolvimento cognitivo do aluno; o terceiro é o pedagógico, que se apropria do conhecimento gerado na sala de aula em experiências prévias; o quarto se fixa nas características próprias das diversas áreas do saber tratadas pelo currículo.

    Esse quarto referencial é chamado de

  • epistemológico.
  • temporal.
  • organizativo.
  • psicopedagógico.

4. O Projeto Político Pedagógico é um importante instrumento para a gestão da autonomia da escola. Sobre ele podemos dizer que


  • não é necessário que os atores institucionais pensem, com base na própria realidade, sobre a singularidade que caracteriza a autonomia.
  • pode provocar dois tipos de problema: a fragmentação do trabalho pedagógico e o aumento da rotina de tarefas improdutivas.
  • a sua construção deve articular os partícipes da realidade escolar: corpo docente e corpo discente.
  • é compreendido como o plano global da instituição ou o projeto educativo, ou seja, um instrumento teórico-metodológico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

Postagem em destaque

Entre em contato e peça um orçamento!.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...