quinta-feira, março 10, 2011

Leitura Complementar

O BRINCAR COMO UM MODO DE SER
E ESTAR NO MUNDO

Ângela Meyer Borba


A experiência do brincar é marcada ao mesmo

tempo pela continuidade e pela mudança.
É recriada a partir do que a criança traz de novo,
com seu poder de imaginar, criar, reinventar e
produzir cultura.
Reflexão: Nossas práticas têm conseguido incorporar o brincar como dimensão cultural do processo de constituição do conhecimento e da formação humana?
NO espaço escolar , hoje, a brincadeira está como uma atividade avaliada como tempo perdido.
Essa idéia de que a brincadeira é uma atividade oposta ao trabalho, sendo menos importante, é vista como algo não produtivo, portanto, não gera resultados. Diante disso fica reduzida a proporcionar o relaxamento e a reposição de energias para o trabalho.

Como proporcionar momentos de brincadeiras articulados aos processos de aprender, se desenvolver e conhecer?
Vygotsky diz que o brincar é uma atividade humana criadora, a qual a imaginação, fantasia e realidade interagem na produção de novas possibilidades de interpretação, de expressão e de ação pelas crianças, assim como de novas formas de construir relações sociais com outros sujeitos, crianças e adultos.

Considerações importantes sobre o que Vygotsky diz sobre a brincadeira:

Através da brincadeira a criança reproduz e representa o mundo.
Essa reprodução acontece mediante um processo ativo de reinterpretação do mundo, que abre lugar para a invenção e a produção de novos significados, saberes e práticas.
O processo de brincar referencia-se naquilo que os sujeitos conhecem e vivenciam.
O brincar envolve, complexos processos de articulação entre o já dado e o novo, entre a experiência, a memória e a imaginação, entre a realidade e a fantasia.

Ou seja, para Vygotsky, a brincadeira cria uma zona de desenvolvimento proximal, permitindo que as ações da criança ultrapassem o desenvolvimento já alcançado ( desenvolvimento real), impulsionando-a a conquistar novas possibilidades de compreensão e de ação sobre o mundo.
O que a brincadeira possibilita...

A construção e a ampliação de competências e conhecimentos nos planos da cognição e das interações sociais.

Aprender a olhar as coisas de outras maneiras atribuindo-lhes novos significados.

Estabelecer novas relações entre os objetos físicos e sociais.

A coordenar as ações individuais com as dos parceiros,

Argumentar e negociar.

Organizar novas realidades a partir de planos imaginados.

Regular as ações individuais e coletivas a partir de idéias e regras de universos simbólicos e o processo de constituição de conhecimentos pelas crianças.
O brincar é um espaço de apropriação e constituição pelas crianças de conhecimentos e habilidades no âmbito da linguagem, da cognição, dos valores e da sociabilidade.
A brincadeira é um fenômeno da cultura, uma vez que se configura como um conjunto de práticas, conhecimentos e artefatos construídos e acumulados pelos sujeitos nos contextos históricos e sociais em que se inserem.
A liberdade do brincar se configura em transitar por diferentes tempos – passado, presente e futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

Postagem em destaque

Entre em contato e peça um orçamento!.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...