sábado, abril 20, 2013

Prova

ANTROPOLOGIA CULTURAL

1. SEGUNDO OS ANTROPÓLOGOS, CULTURA CONSISTE EM:


  •  idéias (concepções mentais que foram elaborados a partir de coisas abstratas ou concretas – crenças religiosas, míticas, científicas etc.).
  •  abstrações (aquilo que se encontra no campo das idéias, da mente – acontecimentos não observáveis, não concretos, não sensíveis).
  •  idéias (crenças religiosas, míticas, científicas), abstrações (acontecimentos não concretos) e comportamento (modo de viver comum).
  •  comportamento – o qual, apesar de ser um conceito múltiplo, resume-se no modo de viver comum de um determinado grupo humano.

2. SOBRE O MITO DA DEMOCRACIA RACIAL, É CORRETO AFIRMAR QUE:


  •  por causa da relação entre as três matrizes étnicas (indígena, européia e africana) criou-se um simulacro de que tal fusão teria gerado uma identidade nova, supostamente harmoniosa – e esse é o início do mito da democracia racial.
  •  por causa das teorias criadas pelos cientistas sociais, criou-se um simulacro de que o surgimento dos mamelucos teria gerado uma identidade nova, supostamente harmoniosa – esse é o início do mito da democracia racial.
  •  por causa da relação entre indígenas e portugueses, criou-se um simulacro de que tal fusão teria gerado uma identidade nova, supostamente harmoniosa e dessa maneira teve início o nosso mito da democracia racial.
  •  por causa da relação entre as duas matrizes étnicas mais importantes (negros e indígenas), criou-se um simulacro de que tal fusão teria gerado uma identidade nova, supostamente harmoniosa e esse é o mito da democracia racial.

3. LEIA A DEFINIÇÃO ABAIXO.



  • Fusão de duas culturas diferentes, ou seja, dois grupos que entraram em contato. Esse contato, quando contínuo, engendra alterações nos padrões de cultura de ambos os grupos. Paulatinamente, essas culturas fundem-se e formam uma sociedade e cultura novas.

    Essa definição corresponde ao conceito de:

  •  aculturação.
  •  sincretismo.
  •  endoculturação.
  •  etnocentrismo.

4. LEIA O TRECHO ABAIXO.



  • Como os negros brasileiros desfrutaram mobilidade social e oportunidades de expressão cultural, não desenvolveram uma consciência de serem negros da mesma forma que seus congêneres norte-americanos.
    (FREYRE, Gilberto. Interpretação do Brasil. Rio de Janeiro: 1947, p. 154)

    Com base nesse trecho, podemos afirmar que a teoria sobre a democracia racial de Gilberto Freyre sustenta que no Brasil a desigualdade social:

  •  se relaciona à discriminação racial, e também surge como resultado das diferenças de classe.
  •  não se relaciona à discriminação racial e nem às diferenças de classe.
  •  não se relaciona à discriminação racial, mas é resultado das diferenças de classe.
  •  não se relaciona às diferenças de classe e sim à discriminação racial. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

Postagem em destaque

Entre em contato e peça um orçamento!.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...