sexta-feira, setembro 07, 2012

Exemplos de brincadeiras dos anos 80



Vivo ou Morto
As crianças formam uma fila, e alguém ficará gritando: "Vivo" ou "Morto".
Quando gritar “vivo” devem ficar de pé, quando ele gritar "morto" devem abaixar-se. A pessoa que está gritando o vivo ou morto deve fazer isso rapidamente e ir alternando, se gritou “vivo” ao invés de em seguida gritar “morto”, pode repetir “vivo” novamente para que as crianças que não estão alerta se confundam. Aqueles que forem errando, vão saindo até que só sobre um, que será o vencedor!


O bobo de quatro Cantos
Essa brincadeira é indicada para cinco pessoas, é parecida com o “João bobo”. Deve ser desenvolvida em ambiente fechado e amplo.
Escolhe-se uma das 05 pessoas que ficará no meio (o “bobo”), enquanto outras quatro pessoas ficam ocupando os cantos do compartimento (cada pessoa em um canto).
Inicia-se a brincadeira com as pessoas que estão nos cantos trocando de lugar umas com as outras, sem deixar o "bobo" ocupar seu canto. O “bobo” fica alerta para tentar correr e pegar o canto de alguém, a pessoa que perder o canto passa a ser o 'bobo' continuando a brincadeira.



Telefone sem Fio
   Forma-se uma roda com as crianças! O professor escolhe uma frase e fala no ouvido da primeira criança (sem deixar o restante escutar), essa criança faz o mesmo com a que está do seu lado, e vai passando a frase pela roda toda até que a "frase" dê uma volta completa no círculo. Não esquecer que ninguém pode repetir a frase dita ao ouvido do outro, aquele que ouviu tem que passar adiante do modo como entendeu. Ao passar por todos, pedir para que o último a ouvir repita a frase em voz alta. È divertido ver que a frase dita no inicio da brincadeira chegará ao final com sentido totalmente diferente ou até mesmo sem sentido.
Faz com que a criança aprenda a ficar alerta ao que ouve.

   
Passando o Anel

Colocar todos em um círculo e uma pessoa é escolhida para "passar o anel", ela deve colocar o anel entre suas mão, na posição como se fosse rezar.
Todas as outras crianças do círculo devem colocar as mãos em posição de reza e então a pessoa que está passando o anel vai colocar suas mãos entres as mãos das outras, passando um a um, em uma dessas pessoas disfarçadamente deixar o cair o anel nas mãos, a pessoa que recebeu o anel continua calada, e a outra continua passando entre as mãos do restante.
Quando já tiver passado pela mão de todos, a pessoa do anel escolhe alguém do círculo (que não esteja com o anel) e pergunta para esse alguém com quem ele acha que o anel está. Se acertar ele vai passar o anel, caso contrário o que está com o anel na mão é quem vai ser o próximo a passar e escolher pessoas diferentes.


O Elefante Colorido

Uma das crianças do grupo grita: "Elefante colorido", e o restante do grupo responde: "Que cor? ".
Quando a primeira criança diz a cor, todos correm para tocar em um objeto que tenha a cor escolhida, o primeiro que conseguir encontrar o objeto vai iniciar a próxima jogada.


O bobo e o maestro

Brincadeira que exige atenção por parte das crianças!  Escolhe 02 crianças, uma para ser o “bobo”. Manda que ele fique de costas e escolhe a outra que deve ser o “maestro”.
Escolhido o maestro, todos sentam no chão formando um círculo e chamam o bobo. Antes que o bobo chegue o maestro começa a fazer gestos, bate palma, põe a mão na cabeça, depois muda e fica balançando os braços, etc...
Todos devem estar atentos olhando disfarçadamente para o maestro, repetindo tudo exatamente como ele sem deixar que o bobo perceba.
O bobo então tem que acertar quem é o maestro, se acertar o maestro passa a ser o novo bobo, se errar três tentativas a partida é  repetida.
   

Dança da Cadeira
   
É uma brincadeira com música. Utilizando cadeiras, sempre uma cadeira a menos que o número de participantes.
As cadeiras colocadas em forma de um círculo, os participantes ficam girando em volta das cadeiras, ao som de uma música. Alguém ficará monitorando a música e de vez em quando para de tocar, quando a música parar, todos devem sentar rapidamente. Como há uma cadeira a menos, um participante sobrará, esse é eliminado da rodada. Retira-se uma cadeira a cada nova rodada, dos dois últimos, o que sentar na cadeira vence!


Adedonha

Brincadeira que auxilia no desenvolvimento do raciocínio. Cada participante pega uma folha de papel e divide em várias colunas, e em cada coluna coloca um assunto, esse assunto que irá ser utilizado já deve ter sido combinado entre os participantes.
Os mais usados são: "Nome Próprio, Lugar, Objeto, Animal, carro, Cor, Fruta....", deixa-se uma coluna para o "total de pontos".
Numa espécie de "par ou ímpar" todo mundo coloca uma quantidade de dedos, só que ao invés de contar "1,2,3,4.." conta-se "A,B,C,D,E...".
Se Pega a letra “escolhida” e começam a preencher as colunas. Por exemplo, se der "A", eles devem colocar um nome próprio com "a" em sua respectiva coluna; um lugar com a letra "A" na coluna seguinte e assim sucessivamente até preencher todas as colunas.
Quem não conseguir preencher alguma coluna deixa vazio mesmo. Depois é só contar o número de pontos: cada campo preenchido vale dez pontos, o que estiver vazio fica com zero, e aquele que tiver colocado o mesmo que o outro colocou, cada um fica com cinco pontos.
Quem for mais criativo e colocar um nome estranho, mas que exista de verdade terá mais chances de vencer. No final soma todos os pontos, vence quem tiver mais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

Postagem em destaque

Entre em contato e peça um orçamento!.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...